sexta-feira, 25 de setembro de 2015

DESNUDA


Sensibilidade pura
A flor da pele insinua
Desejos em corpos que se unem
Lábios percorrem sempre desnudam
Pele nua deixa florescer
Insinuando a dança para o prazer

Fogo que arde, forte paixão
Pele nua em pura explosão
Ao ápice finaliza a união
Almas que se encontram
Em perfeita comunhão

Nanci Laurino

2 comentários: